Como surgiu o monstro do lago ness

Como surgiu o monstro do Lago Ness

Todo mundo, ao menos uma vez na vida, já ouviu algo sobre a história do Monstro do Lago Ness. Mas será que é apenas uma história ou tem algum tipo de fundamento? Muitas histórias como essas aparecem e diversas pessoas já foram em busca desse terrível monstro. Já até conseguiram algumas fotos um tanto borradas, mas quem as tirou, tem a certeza de que encontrou o animal.

Bom, a melhor forma de sair da dúvida é conhecendo mais sobre o assunto e entendendo o que é mito e o que é verdade na história do Monstro do Lago Ness. Confira!

 

Onde “mora” o Monstro do Lago Ness?

Tudo começou a Escócia e o monstro é um dos personagens mais amado e querido pelos lados de lá. Algumas pessoas ficam com medo, outras se divertem, mas quem gosta mesmo disso tudo é quem vive do turismo. Sempre tem alguém querendo conhecer o lago onde “vive” a criatura. Há também quem acredite firmemente que o animal existe, só não foi encontrado ainda e passa a vida se dedicando a achá-lo.

O lago fica localizado no norte da Escócia, na cidade de Inverness, um local bastante frio e chuvoso. Além desse visual, perto do lago é possível encontrar diversos castelos e quase todos possuem uma história fantasmagórica. Com todo esse contexto de seres sobrenaturais pelo local, não fica difícil entender por qual motivo a história do monstro surgiu e se tornou tão popular.

É um lugar que, sem dúvidas, faz a nossa imaginação trabalhar como nunca. Ficamos mais impressionados, começamos a ouvir sons e ver coisas. Mas será que elas realmente existem? Em uma dessas imaginações, surgiu a história do monstro que vivia no fundo do lago e que parecia com um dinossauro.

 

Como a história surgiu?

Agora temos que voltar no tempo e parar no século 6 depois de Cristo. A criação dessa lenda se deve a um relato de Santo Columba, numa época em que as pessoas eram extremamente supersticiosas e acreditavam que a religião poderia explicar qualquer coisa.

Certo dia, Santo Columba estava perto do lago e um grupo de homens se aproximou carregando um corpo. De acordo com eles, a pessoa havia sido morta pelo monstro. O Santo pediu que uma moça o acompanhasse até o lago para atrair a criatura que, ao se aproximar, se afastou ao ver o sinal da cruz.

Essa história foi o ponto de disparo para uma sequência de muitas outras que tornou o Monstro do Lago Ness famoso.

Na Europa, ele é tão famoso que existe uma câmera voltada para o lago que envia imagens 24 horas, todos os dias, por meio de um site britânico. O monstro foi apelidado carinhosamente de Nessie.

Ele ficou muito popular no restante do mundo quando em 1934 um cirurgião chamado R. K. Wilson divulgou uma foto do animal. Porém, mais tarde, ele afirmou que não passava de uma farsa.

Nessie seria muito parecido com um dinossauro, com pescoço bastante comprido e a cabeça pequena e redonda, desproporcional ao restante do seu enorme corpo. Quando se movimenta pelas águas forma algumas ondas que, para os mais céticos são formadas por pássaros mergulhadores ou lontras que vivem no lago.

 

Por que a história se tornou tão popular?

Não foi apenas pela imagem tirada pelo cirurgião Wilson. Tudo começou por conta de um casal que afirmava ter visto o monstro entrando e saindo da água. A notícia se espalhou, mais boatos começaram a surgir e um circo ofereceu uma recompensa de 20 mil libras para quem conseguisse capturar a criatura.

Por aí você já pode imaginar a confusão que não foi. Milhares de pessoas em busca do Monstro do Lago Ness para conseguir a recompensa. É claro que ninguém encontrou.

Em 2003, já com novas tecnologias e câmeras que poderiam ser instaladas debaixo da água a equipe da BBC resolveu fazer uma profunda investigação no lago. Eles coletaram amostras dos mais diversos animais e plantas e fizeram testes de DNA.

Não há amostras que comprovem a existência de um dinossauro, tubarão, bagres ou esturjões como já tinham cogitado. Há sim uma grande quantidade de DNA de enguias, das mais diversas. Nesse caso, a equipe concluiu que não tem de descartar a possibilidade de enguias gigantes que podem sim ser confundidas com um monstro e causar todo esse alvoroço.

 

A investigação ainda continua

Mesmo não tendo provas de que o Nessie exista, muitas pessoas ainda estão procurando por ele. Algumas até dedicam a vida a isso. É o caso, por exemplo, de Steve Feltham, um britânico que se mudou para Escócia há 30 anos em busca de informações sobre a criatura.

Feltham se tornou conhecido pela sua busca incansável, tanto que foi reconhecido pelo Guiness como o caçador mais persistente do monstro. Ele simplesmente faz uma vigília para assim registrar qualquer aparição do animal. Porém, não acredita nos resultados da pesquisa da BBC, ou seja, ele não acredita que seja uma enguia, ainda que seja uma muito grande.

O fato é que há cerca de 10 relatos por ano de pessoas que afirmam ter visto Nessie e Gary Campbell é o responsável por fazer o registro de todos eles. A ciência ainda não conseguiu comprovar que a criatura é apenas uma lenda. Por isso, quanto mais investigações são feitas, mais cresce a curiosidade das pessoas sobre o mito.

E você? Acredita que exista o Monstro do Lago Ness? Conta pra gente!

 

Compartilhe agora

Facebook
Google+
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Receba nossas novidades

Mais sobre a Jandaia

A Empresa

Certificações

Sustentabilidade

Compromisso

© 2020 Jandaia | Grupo Bignardi - Todos os Direitos Reservados

Desenvolvido por: Agência Digital Lema