VOCÊ ESTÁ LENDO: Tipos de cabo USB e suas diferenças

Tipos de cabo USB e suas diferenças

Os cabos USB são utilizados pela grande maioria dos dispositivos eletrônicos da atualidade. Porém, nem todos os modelos são iguais e isso pode gerar algumas dúvidas na hora de comprar esses itens.

Para que você aprenda a identificar os tipos de cabo USB existentes no mercado, nós preparamos um compilado com os modelos e suas diferenças. 

 

USB 1.0 

É o primeiro modelo de cabo USB. Ele foi lançado no ano de 1996 e tem uma taxa de transferência de dados de 1,5Mbit/s em banda estreita e 12 Mbit/s na banda larga.

Um ano depois da sua criação, foi lançado o USB 1.1 que trouxe correções no uso de hubs, mantendo as demais características.

O USB 1.1 tornou-se o primeiro a ser amplamente comercializado para uso em conexão de PCs com outros aparelhos eletrônicos. Hoje em dia, ele é um tipo de USB difícil de ser encontrado.

 

USB 2.0 

Lançado nos anos 2000, sua taxa de transferência é 40 vezes maior do que a versão anterior. O suporte máximo de banda larga é de 480 Mbit/s, o que equivale a cerca de 60MB/s. As portas são compatíveis com a dos USBs 1.1, porém, a velocidade de uso se reduz a do modelo antigo.

Com o lançamento do USB 2.0, a USB Implementers Forum, desenvolvedora do produto, liberou o pagamento de licença de uso da tecnologia e isso fez com que os fabricantes passassem a adotar esse padrão em larga escala.

Também foi nessa segunda geração que surgiram plugues e portas menores, chamados de mini e micro USB (tipo A e B), que permitiram utilizar o cabo em dispositivos menores, como os celulares.

 

USB 3.0 

Lançado em 2008, esse modelo recebeu o nome de SuperSeed, devido a sua taxa de transferência de 5 Gbit/s ou 65MB/s, valor 10 vezes superior ao do anterior.

Esse tipo de USB passou a permitir o envio e recebimento de dados ao mesmo tempo. Nas gerações anteriores a comunicação funcionava em uma única via.

Cinco anos depois, o modelo ganhou uma nova versão, o USB 3.1 com taxa de transferência de 10GBit/s, além de outras melhorias.

A Implementers Forum recomenda aos fabricantes que o USB 3.1 seja fabricado com a cor azul no interior, como uma forma de diferenciá-los das versões anteriores.

 

Tipos de conectores

USB-A – são os plugues mais comuns, encontrados principalmente nos pendrives. Tem um design retangular e no interior possui 4 pinos que são os responsáveis por efetuar a transferência de dados.

Mini-A – possui um formato de trapézio e no interior conta com cinco pinos de contato que realizam a transferência de dados.

Micro-A – Também possuem cinco pinos de contato, porém, são menores e tem um formato retangular afinado.

USB-B – Corresponde ao modelo original com 4 pinos no seu interior. Os contatos não ficam enfileirados, mas dois de cada lado da sua abertura que tem formato quadrado.

Mini-B – Possui cinco contatos responsáveis por transferir os dados. O conector parece muito com o do Mini-A, porém a caixa tem design retangular.

Micro-B – É o menor dos cabos tipo USB. Possui cinco pinos internos e tem formato de trapézio.

USB-C – São do mesmo tamanho que o tipo Micro-B, porém, com design arredondado nas laterais e mais achatado nas extremidades. Conta com 24 pinos internos, sendo 12 de cada lado e a entrada é simétrica, sendo considerado entre todos os tipos de conectores, os mais fáceis de encaixar.

 

Se você curte tecnologia, não deixe de conferir outros conteúdos aqui do nosso Blog. E não esqueça de dar aquela passadinha no site da Jandaia para conferir todas as novidades em cadernos, agendas, blocos, planners e outros produtos.

Compartilhe nas redes sociais

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Veja outros posts...